Ancoras: Sergio Nogueira / Rosi Moraes / Andrea Habr

No ar em: 02/05/2022

Resumo: O que é procrastinação? É um comportamento de adiar tarefas importantes.
A procrastinação é um fenômeno intrigante. Atrasamos as coisas que queremos fazer, ou seja, adiamos o que sabemos ser o melhor para nós.
Então procrastinar é contra nossas melhores intenções. Mas porque fazemos isso? Seja por causa de atividade em chata, seja porque seu dia foi não foi tão bom assim. Uma parte de você quer fazer a coisa certa. Outra parte de você quer algum alívio, quer se sentir melhor. Nesse momento você acaba passando por uma luta interna. Algo dentro de você está resistindo à atividade que você quer fazer, enquanto o encoraja a fazer atividades que você preferiria não fazer, mas que são boas.

Existem Cinco tipos de procrastinadores:

  1. Limpinho ou limpador: Normalmente ele acumula coisas como revistas, xícaras de café vazias, arquivos e documentos de projetos, em seu ambiente. Ficam acumulados em sua mesa ou escritório. Esse ambiente de trabalho não é problema para ele. Ele realmente acha esse caos bastante confortável. No entanto, se um prazo importante chegar a ele ou se ele se deparar com uma desagradável tarefa a se fazer, de repente, a mesa ou apartamento deve estar brilhando antes que ele possa começar a executar a tarefa.
    “Eu tenho que lavar os pratos primeiro, separar os documentos e arrumar a mesa, antes de eu realmente começar.”
    Por quê? Em face da tarefa que está diante dele, ele se sente sobrecarregado e tem a necessidade de criar ordem, porque ele não sabe por onde começar.
  2. Alarmista ou desesperado: No começo ele ainda está muito relaxado. O prazo está muito longe. Tudo é ótimo. Tempo suficiente para se dedicar a coisas mais agradáveis. Muito tempo depois ele se lembra, então, que ainda há uma tarefa em aberto. Agora ele percebe quanto tempo ele ficou ocioso e entra em pânico. Ele fica tão envolvido em seu pânico que fica no caminho de si mesmo e no final está insatisfeito com o resultado de seu trabalho. Deixa todo mundo maluco.
    Por quê? O fabricante de pânico tem um gerenciamento de tempo ruim. Ele simplesmente não consegue dividir as horas de trabalho de maneira significativa. Muitas vezes ele também subestima a carga de trabalho de uma tarefa.
  3. O criador ou fazedor de Lista: Antes de começar a trabalhar, ele precisa criar uma lista de tarefas. Sem uma lista, nada funciona para ele. Ele também escreve um pouco sobre o que precisa ser feito. Mas no final ele fez uma boa lista interminável, e as tarefas importantes ainda não foram feitas.
    Por quê? Ele simplesmente gosta de marcar algo em sua lista. Isso lhe dá a sensação reconfortante de ser produtivo e ter feito alguma coisa. Infelizmente, muitas vezes ele apenas começa e não termina e fica atolado em trivialidades.
  4. O Multitarefa: Ele prefere trabalhar em várias tarefas e projetos ao mesmo tempo. Ele começa uma coisa, depois tem uma ideia de algo completamente diferente e depois se dedica a essa tarefa. Em algum momento, todas as tarefas iniciadas se acumulam em sua mesa, mas nenhuma delas serão concluídas.
    Por quê? Ele fica rapidamente entediado com uma tarefa e não consegue se concentrar nela. Se ele ficar preso em um ponto, acaba se voltando para uma nova tarefa.
  5. Viciado em internet ou pesquisador: Ele está constantemente online, se não no computador, depois com o smartphone. A cada poucos minutos, ele verifica seus e-mails, verifica o que está acontecendo em suas redes sociais e assiste a vídeos. Ele faz isso sempre quando está realmente ocupado com coisas bem diferentes. Sem perceber, ele perdeu horas do seu tempo.
    Por quê? Ele simplesmente não pode resistir às infinitas tentações da Internet. Ele é facilmente distraído pelo sinal de uma nova mensagem e vídeos engraçados do YouTube.

A lei de Parkinson foi revelada pela primeira vez em 1955, pelo historiador Cyril Northcote Parkinson que dizia: “O trabalho expande-se de modo há preencher o tempo disponível para sua realização”. Sendo assim, Parkinson acreditava que se você tivesse uma tarefa para ser realizada dentro de 15 minutos, daria todo seu esforço e empenho para cumpri-la dentro do prazo. Por outro lado, se essa mesma tarefa fosse estipulada para ser cumprida em um dia, gastaríamos todo o tempo disponível para também cumpri-la dentro do prazo.

Tenha força de vontade para matar a procrastinação. Sabe por quê?
Porque o Ciclo da Procrastinação traz consequências. Sabemos que após termos definido uma linha para começar fazer alguma coisa e não terminamos, aí vem: vergonha, culpa, estresse, uma loucura pra fazer no prazo determinado.
Sucesso sem esforço não existe. Vocês acham que pessoas de sucesso tiveram tudo em suas mãos para que as coisas pudessem acontecer? Claro que não. Eles começaram pequeno, um dia de cada vez, mas fizeram, planejaram. Tiveram uma ação e começaram.

Dica filme: TED TALK: Tim Urban: Inside the mind of a master procrastinator | TED

Dica livro:

  • O Poder da Ação – Paulo Vieira

Carta aleatória: Qual você acredita ser seu próximo passo para alcançar o que mais deseja? (Baralho: 100 Perguntas Poderosas).

Música aleatória: Vila Madalena (de Jorge Roberto).

Links para acesso ao nosso Podcast:

blank Siga no Google Podcast

blank Siga no Spotify

blank Siga no Apple Podcasts

blank Siga no Deezer